Clique aqui e veja as últimas notícias!

LANÇAMENTO

Yamaha acaba de apresentar a linha 2021 da Nmax, como parte das celebrações de seus cinquenta anos de história no Brasil

A scooter Yamaha Nmax 160 ABS traz várias inovações e terá três versões de cores
23/11/2020 17:57 - Edmundo Dantas/AutoMotrix


Como parte das celebrações de seus cinquenta anos de história no Brasil, a fabricante de motocicletas de origem japonesa Yamaha acaba de apresentar a linha 2021 da Nmax. Nela, o tradicional design Max Series recebeu uma releitura, e a scooter incorpora algumas evoluções. Entre as novidades estão itens como o Smart Key, sistema start&stop, tomada de 12V, painel 100% digital, conjunto óptico e lanterna em leds, tanque de combustível maior, amortecedores traseiros recalibrados e mais espaço para apoio dos pés do piloto. A nova Nmax 160 ABS terá três versões de cores: o azul metálico (Navy Blue), o preto fosco (Midnight Black) e o branco (Sports White), e chegará às concessionárias na primeira quinzena de dezembro ao preço público sugerido de R$ 14.990, mais o frete. O modelo é o único de sua categoria com garantia de quatro anos de fábrica. 

O visual Max Series agora ressalta ainda mais as linhas esportivas explicitadas no formato aerodinâmico da carenagem lateral, no para-brisa mais alto e envolvente e até mesmo no assento remodelado. O conjunto óptico da Nmax 160 ABS incorpora um novo design e maior eficiência. O desenho da lanterna bipartida expressa bem o conceito Max Series. As luzes de seta ganharam sistema de pisca-alerta para colaborar na segurança em ultrapassagens e cruzamentos, especialmente na pilotagem noturna. A grade que envolve o radiador recebeu novo desenho que privilegia a fluidez do ar. No cabeçote, foram adicionados dutos de passagem de água próximos a saída de escapamento permitindo a redução na temperatura da câmara de combustão.

O painel de instrumentos é multifuncional e 100% digital. Seu display está maior e com melhor distribuição das indicações. A iluminação é em leds e a lente tem um acabamento especial que elimina reflexos. Ele agrega hodômetro total e dois parciais, relógio, computador de bordo com consumo instantâneo de combustível, nível de carga da bateria, temperatura do motor e indicador V-Belt de troca da correia do CVT (Continuosly Variable Transmission). A nova geração da Nmax traz indicadores inéditos, como o de temperatura do motor, o de modo stop&start, o de chave de presença e o que, ao acender, informa ao piloto se o sistema VVA (Variable Valve Actuation) de controle de abertura variável das duas válvulas de admissão está em ação. Essa indicação pode ser desativada no painel sem influenciar o funcionamento do VVA. Na nova geração, tudo é feito por meio de um botão na parte de traz do punho esquerdo, sem a necessidade de retirar as mãos do guidão. A Smart Key permite acionar a partida elétrica, ter acesso ao porta-capacete e ao tanque de combustível e o bloqueio do guidão.

O assento da NMAX 160 ABS está remodelado, com formato mais anatômico e mais longo, com 82,6 centímetros de comprimento. Para o passageiro, o assento duplo traseiro mais elevado em relação ao piloto proporciona uma maior visibilidade para quem está atrás. Sob o banco, há um compartimento de armazenamento com capacidade de 25 litros, capaz de abrigar um capacete de tamanho grande e outros pequenos pertences. O compartimento se tranca automaticamente com o distanciamento da Smart Key. A nova Nmax 160 ABS conta agora com dois porta-objetos de fácil acesso capazes de acomodar documentos, carteira ou um smartphone, que inclusive pode ser carregado em uma tomada 12V localizada dentro do porta-objetos do lado esquerdo.

Na segunda geração do modelo, o motor é totalmente novo. Diversos componentes foram revistos, como cilindro, cabeçote, pistão, válvulas, biela, virabrequim e até mesmo a carcaça. Antes das mudanças, ele já era o mais potente de sua categoria, gerando 15,1 cavalos a 8 mil rpm. Agora, a potência subiu para 15,4 cavalos a 8 mil rpm. Já o torque máximo, que era de 1,5 kgfm a 6.000 rpm, oi reduzido para 1,4 kgfm a 6.500 rpm. Com o sistema VVA, é possível ter mais torque em baixa e respostas contundentes em alta rotação, determinando o momento de abertura e fechamento das válvulas conforme a rotação do motor e a carga. 

O tanque de combustível teve capacidade ampliada em 7%, aumentando de 6,6 litros para 7,1 litros de gasolina, representando uma autonomia média, sem a reserva, de cerca de 250 quilômetros. Quando a nova Nmax 160 ABS está desligada, a tampa do tanque fica travada. Os amortecedores traseiros têm o curso de 90 milímetros e receberam nova calibragem para melhor controle das oscilações causadas pelas irregularidades do piso e maior conforto. O garfo dianteiro, com curso de cem milímetros, passa a contar com uma calibragem que também privilegia o conforto, sem prejudicar a estabilidade e firmeza na condução. As rodas têm novo design e estão mais leves. São fundidas em liga de alumínio, com 13 polegadas e são calçadas com pneus sem câmara (110/70 na dianteira e 130/70 na traseira).