Clique aqui e veja as últimas notícias!

CONGRESSO

Influência do Planalto nas eleições da Câmara dos Deputados é violenta, diz Rossi

Candidato do MDB à presidência da Câmara esteve ontem em Campo Grande para pedir votos
20/01/2021 10:00 - Flávio Veras


Em visita a Campo Grande, o deputado federal e candidato à presidência da Câmara dos Deputados Baleia Rossi (MDB) afirmou que “nunca houve uma interferência tão violenta do Planalto nas eleições das presidências da Câmara e do Senado”. 

Rossi esteve na Capital para tentar conversar com os deputados que ainda estão indecisos, apesar da indicação dos partidos.

Baleia Rossi cumpriu sua agenda ao lado da senadora e candidata ao comando do Senado Simone Tebet (MDB).

Últimas notícias

Em entrevista coletiva, que teve a presença de diversos caciques emedebistas do Estado, Rossi afirmou que a tarefa de convencer os parlamentares não será fácil, pois tanto ele quanto Tebet disputam contra a máquina federal.

“Nós nunca vimos uma influência tão violenta do Planalto nas eleições da Câmara e do Senado. Nós nunca vimos essa frente de liberação de recursos, emendas e cargos para a conquista da Mesa Diretora das duas Casas. É a eleição que mais tem visibilidade na sociedade, portanto, é muito importante que todos acompanhem".

"Contudo, o que está em jogo não é quem serão os presidentes do Legislativo, mas se nós vamos ter compromisso com uma agenda de recuperação econômica, se nós vamos ter forças para votar uma agenda social ou se nós vamos ter mais uma década de crescimentos pequenos na economia e de insucessos, que infelizmente acabam refletindo na vida de toda a população. Portanto, a participação de toda a sociedade [é importante], pois o que está em jogo no dia 1º de fevereiro [eleição da Câmara] é o futuro do nosso País”, explicou.

Perguntado sobre como seria possível tentar convencer os parlamentares em torno de seu nome sem ter por trás a máquina pública, o candidato afirmou que será possível esse movimento com o que ele denominou “boa política”. 

“Vamos enfrentar a máquina do governo com a boa política. Eu fui vereador e deputado estadual e federal. Ter esse currículo me demonstrou que um parlamento independente para trabalhar ajuda muito mais o município, o estado e o País. Um congressista conseguirá cumprir seu mandato na plenitude, se ele tiver essa independência. Portanto, na política eu tenho certeza que sairemos vencedores”, projetou.