Clique aqui e veja as últimas notícias!

OPERAÇÃO GRÃO BRANCO

Apreensão em MS ajudou Polícia Federal a derrubar barão da cocaína na Bolívia

Aeronave foi interceptada ano passado e fez parte de inquérito que resultou em operação deflagrada hoj
06/05/2021 14:34 - Glaucea Vaccari


A Polícia Federal apreendeu aeronaves e bens, incluindo grande quantia de dinheiro, de quadrilha responsável pelo tráfico internacional de drogas, em Mato Grosso do Sul, sendo nas cidades de Campo Grande e Corumbá, e outros oito estados.

A “Operação Grão Branco” foi deflagrada na manhã desta quinta-feira (6), com objetivo de desmanchar a organização criminosa que trazia drogas, especialmente cocaína, da Bolívia para o Brasil, onde Mato Grosso do Sul era rota.

Durante as investigações, a quebra do sigilo telefônico de investigados possibilitou a apreensão de  mais de meia tonelada de cocaína, com a interceptação de uma aeronave pela Força Aerea Brasileira (FAB) em Três Lagoas, em agosto do ano passado.

A FAB ordenou o pouso obrigatório para inspeção, mas a ordem não foi obedecida e a aeronave foi considerada hostil, fazendo inclusive manobras arriscadas em áreas habitadas e colocando em risco o tráfego aéreo.

Após ser alvejado, o piloto informou que obedeceria o comando e pousaria em Três Lagoas, mas tentou novamente se evadir rumo ao Paraguai, no entanto, acabou fazendo pouso forçado em uma lavoura.

O piloto do avião interceptado, Nélio Alves de Oliveira, e o copiloto Júlio Cesar Lima Benitez, de 41 anos, foram presos. Nélio foi vereador e vice-prefeito de Ponta Porã.

As investigações avançaram e resultaram na deflagração da operação de hoje.

Últimas notícias