Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PANDEMIA

Pacientes com Covid-19 podem ter acompanhamento psicológico por telefone ou WhatsApp

Atendimento é oferecido também de forma presencial, respeitando recomendações de biossegurança
16/08/2020 15:45 - Adriel Mattos


Medo e incerteza. Esses sentimentos dominam quem contrai a Covid-19 (doença causada pelo novo coronavírus). E para amenizar esse sofrimento, a prefeitura de Corumbá criou um serviço de apoio psicológico.

“A prevalência de problemas psicológicos devido ao Covid está mais voltado para o desenvolvimento de depressão, ansiedade e estresse pós-traumático principalmente daqueles que perderam entes queridos ou vivenciaram uma internação ou suspeita de contágio”, disse a psicóloga Michele Camargo.

O atendimento também é oferecido de forma presencial, respeitando todas as recomendações de biossegurança. O  Centro de Atendimento para Enfrentamento à Covid-19 funciona de segunda a sexta, das 7h às 19h, na Rua América, 1576.

Por telefone ou WhatsApp o atendimento é realizado pelo telefones 99834-2027, 99932-2028 e 99826-2010, de segunda a sexta, das 7h às 11h e das 13h às 17h.

 
 

DADOS

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES), Mato Grosso do Sul tem 36.836 casos confirmados até este domingo (16). Até o momento, 626 pessoas morreram em decorrência da doença.

Corumbá tem o terceiro maior acumulado de casos, com 1.893 confirmações e 72 óbitos. A macrorregião corumbaense está com 74% dos leitos hospitalares ocupados.

São 27 vagas disponíveis na rede pública, sendo 37% diagnosticados com a Covid-19, 7% com suspeita e os 30% restantes têm outras doenças.

 

Felpuda


Como era de se esperar, as pesquisas mexeram nos ânimos de candidatos, principalmente daqueles que apareceram com índices pífios.

E assim, muitos deles certamente darão novo rumo às suas campanhas eleitorais.

A maioria, é claro, tenta mostrar otimismo, e o que mais se ouve por aí é que “agora o momento será de virada”.

Como disse atento e irônico observador: “Tem gente por aí que poderá virar, sim. Mas virar gozação!”. Ui...