Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FOGO

MS tem média de cinco queimadas começando a cada hora, segundo dados do Inpe

Entre os dias 15 e 17 houve 377 ocorrências de incêndios florestais no Estado
18/09/2020 15:00 - Ricardo Campos Jr


Nos últimos três dias, Mato Grosso do Sul registrou uma média de cinco queimadas iniciando a cada hora, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). O órgão monitora o surgimento de pontos de calor no mapa por meio de satélites e depois disponibiliza as estatísticas para consulta. 

Entre os dias 15 e 17 houve 377 ocorrências de incêndios florestais no Estado, a maior parte em áreas do Pantanal. Durante todo o mês de setembro, já foram 1.330.

Já em 2020, o acumulado de queimadas em território sul-mato-grossense é de 7.880 até a quinta-feira (17). Entre o dia 1º de janeiro e 30 de setembro de 2009, ou seja, contando o nono mês inteiro, foram 7.959. Isso significa que se a média de focos de incêndio continuar no ritmo atual, nos próximos dias o volume para o período deverá bater recorde. 

No ranking nacional, o Estado continua em sexto atrás do Mato Grosso (36.432), Pará (22.924), Amazonas (13.865), Maranhão (8.648) e Tocantins (8.542).

FRENTE DE COMBATE

A força-tarefa que combate o fogo principalmente no Pantanal ganhou reforços de bombeiros paranaenses. Na manhã desta quinta-feira, eles estavam na região do Porto da Manga, no Pantanal da Nhecolândia, em Corumbá.

As chamas surgiram perto do antigo canal do Rio Taquari e do outro lado do Rio Paraguai

Os incêndios nesse local começaram há uma semana e ameaçavam uma comunidade ribeirinha. Hoje, as chamas ficaram a 200 metros da MS-228, mais conhecida com Estrada Parque, que dá acesso não apenas a esse povoado, mas a várias fazendas. Os moradores chegaram a entrar em pânico, foi uma correria para apagar o fogo que estava sendo empurrado pelo vento.

 
 

Felpuda


Como era de se esperar, as pesquisas mexeram nos ânimos de candidatos, principalmente daqueles que apareceram com índices pífios.

E assim, muitos deles certamente darão novo rumo às suas campanhas eleitorais.

A maioria, é claro, tenta mostrar otimismo, e o que mais se ouve por aí é que “agora o momento será de virada”.

Como disse atento e irônico observador: “Tem gente por aí que poderá virar, sim. Mas virar gozação!”. Ui...