Clique aqui e veja as últimas notícias!

FOGO

Ações de prevenção reduzem em 81% os focos de calor no Pantanal de MS

Em 2020, o bioma registrou o maior número de ocorrências nos últimos cinco anos, com 2.595 incêndios
26/07/2021 18:00 - Mariana Moreira


Na tabela dos dez municípios brasileiros com maior número de focos concentrados de 2017-2021, Corumbá ainda se mantém na segunda posição, com 502 incidências, de 1º de janeiro a 25 de julho. No entanto, dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) apontam que a incidência de focos de calor no Pantanal de Corumbá reduziu em 81% de janeiro a julho de 2021, comparado aos incêndios dos últimos cinco anos no bioma.

No mesmo período de 2020, o número de focos foi recorde em cinco anos, com 2.595 ocorrências, uma elevação de 149%.

Para o governador Reinaldo Azambuja, a estatística do Inpe demonstra um cenário altamente positivo, evidenciando a eficácia do plano estratégico de prevenção e combate aos focos de calor lançado pelo Estado, onde o Corpo de Bombeiros, atuando apenas com seu efetivo, tem dado resposta imediata aos desastres.

Últimas notícias

“Temos investido muito para equipar nossos bombeiros e atuado de forma integrada, envolvendo outros órgãos, como o Ibama, Imasul e PMA”, disse.

Azambuja salienta ainda, o treinamento que os militares do Corpo de Bombeiros ofereceram aos peões de fazenda em regiões com alta incidência de incêndios.

“O resultado desse treinamento foi imediato e surpreendente, atingiu centenas de trabalhadores e muitos já atuaram na frente do fogo, na união das fazendas, não esperando a chegada dos bombeiros em áreas onde o acesso terrestre não é possível”, comentou o governador.

Monitoramento 

Conforme o governador, a vigilância dos bombeiros e dos setores de fiscalização tem sido diuturna no bioma pantaneiro e nos parques estaduais, com monitoramento aéreo e por imagens de satélites. 

Na avaliação do comandante-geral do CBMMS, coronel Hugo Djan Leite, os decretos estaduais de situação de emergência e de proibição da queimada controlada foram fundamentais para o trabalho preventivo.

Nesta segunda-feira (26), incêndios de proporção mediana estão sendo combatidos pelos bombeiros no Paraguai-Mirim e Porto Esperança, ao norte e sul de Corumbá, como parte da Operação Hefesto. 

No Porto Esperança, as chamas avançaram sobre a vegetação e chegaram a destruir os dormentes da antiga ferrovia Noroeste do Brasil. 

“Localidade onde é possível chegar somente de barco”, informou o major Telles Ribeiro, coordenador da operação.